Copyright 2022, No animals were harmed in the making

  • w-facebook
  • w-twitter
  • w-googleplus

CONTACTOS contacts

Leonor Lopes dos Santos



Lisboa

 Mob : +351 91 3481173

 E-mail : artsycats@netcabo.pt





ARQUIVOS archives

  • s-facebook

© 2013 by Artsycats

 

Artsycats celebrates this year the 15th birthday of breeding and selecting Maine Coons.

I never thought when I got my first kittens, they’ll have such an important role in my life. It has been a very absorbing and emotional hobby indeed. Working with a larger number of animals brings us many sorrows, unexpected losses that leave us a feeling of emptiness…

However, nothing can be compared with the joy of the fights and games of a nice litter. As in other aspects of our life we can’t be happy without being sometimes unhappy…

As soon as I became close to breeders to whom health and temperament are the priorities I decided that I’ll never sacrifice my cats health and their offspring to the fashions and extremes that some show judges, probably not aware of their influence, are pushing the breeders to … even if I like to participate and show my Maine Coons and have them qualified.

Breeding with reasonable inbreeding percentages and testing with all the means available, in order to rule out hereditary diseases has been and will always be my first goal.The type of Maine Coon I favour is a moderate one, with balance and harmony, a respect for the proportions between the several features without a dominant one as the ears or the muzzle over the others. And I like an open expression of the eyes even if they look less wild.

Along the way several cats finished the Fife Championship. SC, Duke Ellington of Gentle Lions, DSM; his daughter SC, Artsycats Diana Ross and SC, Nascat Pole Position of Artsycats, were the first Maine Coons to achieve Supreme Champion status in Portugal joined by SC, Tropikoons Scarface of Artsycats and SC, Artsycats I´m The Walrus .

This hobby allow me a pleasant social contact with other breeders who like to participate in cat shows and the kittens favour the creation of a Maine Coons fanciers network who feed our blog with their lovely pictures and give recognition to the breeders work. Many pet owners come back for a second or even a third companion. They are my biggest motivation to keep going for another ten years! Thank you all!

Setembro 2019

 

Artsycats celebra, este ano, os quinze anos de criação e selecção de Maine Coons. Estava longe de pensar quando me encantei com os primeiros gatinhos que estes iam ocupar um lugar tão importante na minha vida. Tem sido, na verdade, um hobby muito absorvente e de muitas emoções. Um caminho às vezes difícil, já que trabalhar com animais em maior número, traz muitos desgostos, perdas inesperadas que nos deixam um grande vazio. Mas também nada se compara à alegria de uma bela ninhada. Como em tudo na vida, não há “gostos sem desgostos”.

Logo que tomei contacto com criadores para quem a saúde e o temperamento são as prioridades, decidi que, sem perder de vista as exposições em que gosto de os fazer participar, não sacrificaria a saúde deles e dos seus rebentos às modas e exageros para que os juízes, provavelmente de uma forma inconsciente, empurram os criadores. Trabalhar com níveis de endogamia razoáveis e reprodutores exaustivamente testados em relação às principais doenças, para as quais temos meios de despiste, tem sido e continuará a ser o meu primeiro objectivo.

O tipo de Maine Coon de que gosto é o moderado, em que há um equilíbrio, uma harmonia, um respeito pela proporção, sem características, como as orelhas ou o focinho, a sobressaírem exageradamente. E uma expressão de olhos bem aberta mesmo que isso lhes dê, às vezes, um ar mais doce.

Ao longo deste percurso tive vários gatos a acabar o Campeonato Fife, foram Campeões Supremos o SC, Duke Ellington of Gentle Lions, DSM; também, a sua filha SC, Artsycats Diana Ross e o SC, Nascat Pole Position of Artsycats, os primeiros Maine Coons em Portugal a atingir este estatuto, a que se vieram juntar o SC, Tropikoons Scarface of Artsycats e o SC Artsycats I´m The Walrus.

Este hobby trouxe-me um convívio agradável com outros criadores que também gostam de participar em exposições e os gatinhos têm proporcionado a criação de uma verdadeira rede de apreciadores de Maine Coons que alimentam o blog com as suas fotografias e que sabem reconhecer o trabalho do criador. Muitos voltaram para um segundo, ou mesmo um terceiro companheiro. São eles a maior motivação para continuar por mais dez anos! Obrigada a todos!

Setembro de 2019

                                      __________________________________________

 

O que é um Maine Coon?

O Maine Coon é um gato de origem americana, do estado do Maine, a que deve o nome. Associa o maior porte a um temperamento calmo e afectuoso por isso lhes chamam os "gigantes dóceis”.

É uma raça natural, caracterizada pelo seu tamanho imponente, a juba, a cauda longa e volumosa, o focinho quadrado e as orelhas grandes com tufos e "linx-tips".

É curioso e aprecia a companhia humana e o convívio com outros animais o que nos leva a dizer que é o mais "canino" dos gatos.

A pelagem sedosa, semi-longa, mais comprida no dorso e nos flancos, não exige muitos cuidados.



Nós e ele



O Maine Coon seduziu-nos primeiro pelo seu aspecto imponente e selvagem e depois pelo seu temperamento calmo, afável e brincalhão.

Veio primeiro um, depois outro e mais outro e tornámo-nos criadores desta maravilhosa raça. Participamos com os nossos gatos em exposições Fife, do Clube Português de Felinicultura e, quando possível, do CFA.
Vivemos em Lisboa; os nossos gatos vivem em casa, connosco e dois Basset-hounds. Achamos que a melhor maneira de criar gatos é em pequenos grupos, num ambiente familiar. Normalmente andam pela casa toda, o macho tem os seus aposentos, mas não há quaisquer gaiolas. Exercitam as suas técnicas de caça às moscas, num terraço coberto e os bébés nascem no nosso quarto, bem vigiados e com contacto humano desde o ínicio.

Estão habituados ao convívio com crianças e aos ruídos habituais de uma casa, o que é importante para uma boa socialização dos gatinhos, que deve ser precoce, logo a partir das duas semanas. Queremos garantir a continuidade do temperamento equilibrado e meigo do Maine Coon.

Para o nosso projecto, escolhemos animais de linhas de exposição com antepassados premiados, mas, procurámos igualmente, linhas "Foundation" e "Outcross" menos usadas. O nosso objectivo é criar belos gatos, claro, mas também contribuir para o alargamento do património genético da raça e o seu desenvolvimento saudável, a prazo.

As mesmas preocupações com a saúde dos nossos gatos e da sua descendência levam-nos a um cuidadoso programa de despistagem de doenças. Todos são testados antes de se integrarem no grupo para Felv e Fiv e, de acordo com a idade, são objecto de exames para o despiste da Cardiomiopatia Hipertrófica (por ecocardiograma e teste de Adn), doença dos rins poliquísticos e displasia da anca.


Os gatinhos são entregues às doze semanas com duas séries de vacinas, desparasitados, com micro-chip, todos com pedigree, garantindo os seus ascendentes.


Aproveitamos para agradecer a todos os criadores que nos apoiaram, nos confiaram os seus maravilhosos gatos e nos motivaram para aprender sempre mais sobre uma criação responsável, no melhor interesse da raça.

What is a Maine Coon Cat?



The Maine Coon is the American oldest natural longhaired breed of cats. It’s a native of the State of Maine and a cat that associates his large size to his calm and sweet temperament, so they are called the “gentle giants”.​

He’ s large in size, with a frontal ruff, a long and lush tail, a square muzzle and big tufted ears with lynx-tips He is curious, coexists well with other animals and enjoys human company which leads us to say that he is the most "dog" natured of cats.​

His silky coat, longer on the belly and tail is easily groomed and does not require special care.



The Maine Coons and us​



The Maine Coons have seduced us, first for their imposing and wild look and later for their calm, sweet and playful temperament. It started with one, then another and one more... that is how we have become enthusiastic breeders and are we are showing our cats at Fife, Portuguese affiliated cat Club CPF and, when possible CFA shows.​


We live in Lisbon; our cats live at home with us, two Basset Hounds, and a street cat. We think the best way to breed cats it's in small groups, in a familiar environment. They usually walk around the all house, the male has is own space, but there are no cages. They work out their hunting techniques with flies on a big covered terrace and the babies are born in our room, well watched and used to human contact since day One.​


They are used to play with children and are adapted to all the usual household sounds, which is important for a perfect socialization of the kittens that should start soon, since they are two weeks old. We want to guarantee the Maine Coon characteristic balanced and sweet temperament.​


To our breeding program, we chose animals from show lines with prized ancestors but also less used foundation and outcross lines. Our goal is, of course, to breed beautiful cats but mainly to give our contribution to the enlargement of the genetic heritage and the healthy development of the breed in the long term.​


The same concerns about the health of our cats and their offspring lead us to assure a serious health program, testing for most common diseases. All of them have been tested for Felv and Fiv before joining the group and, at the proper age for HCM (echocardiogram and DNA test), PKD and Hip Displasia.​


Kittens go to their new homes when they are about twelve weeks old, and they have been vaccinated, dewormed, micro-chipped and, of course, all with their pedigree, confirming their ascendants.​


We thank all breeders who have supported and trusted us with their wonderful cats and interested us to learn about responsible breeding, in the best interest of these cats.

April 2013